Feriado de 1o. de maio no Quintal da D. Cecília

O Quintal da D. Cecilia recebeu visitas no feriado, quando os novos adotantes foram buscar seus peludinhos.

11933_4153813223151_1608498071_n 207154_4153820583335_23259453_n 395584_4138767887027_2025260660_n 485423_4153814983195_400303281_n 946615_4153814543184_1898334067_n

É uma alegria para nós quando um cachorro é adotado, pois sabemos que ele terá toda a atenção e carinho que ele merece, só para ele, no novo lar. Quando é um filhote, isso nos deixa mais felizes ainda, pois no Quintal, o filhote acaba sendo criado como um adulto. Não há como separar os animais de forma adequada por falta de espaço e rapidinho os filhotes ficam misturados aos cães adultos.

Nesse feriado, tivemos duas adoções e no fim de semana mais uma. Foram três peludinhos que ganharam um lar responsável para acolhê-los! Ê alegria!..

Esses filhotes têm uma história muito especial, pois como vocês sabem, nossos cães são castrados para evitar a procriação nos Quintais. Vamos contar como então eles chegaram ao Quintal…

Em um dia de chuva, Glaucia, coordenadora do Projeto, estava levando as doações para o Quintal, quando uma cadelinha entrou pela porta aberta e lá mesmo começou a dar a luz… Oi? Como assim? Assim mesmo, entrou e pariu!.. Nasceram 9 filhotes que foram acolhidos imediatamente, porque seria um ato desumano deixar essa mãezinha sem socorro nessa hora. Desta forma o Projeto ganhou de uma só vez 10 animais!

Apesar do Cão Sem Fome não fazer resgates, é assim que muitos animais chegam até nós: movidos por uma intuição inexplicável para nós humanos! Eles parecem de alguma forma saber em que porta devem pedir ajuda em caso de necessidade. A mãezinha, ao entrar com passos determinados, com certeza sabia que lá não estaria ameaçada. E, de fato, não estava. Estava assegurada. Ela e sua cria.

Animais machucados, atropelados ou famintos aparecem na porta, como para que pedir ajuda.

Muitas pessoas criticam os protetores por pegarem mais animais do que deviam, mas a verdade é que esses protetores não “pegam animais”, apenas socorrem aqueles que literalmente batem à sua porta. É impossivel virar as costas para tanta crueldade e abandono. Ao menos para a gente, gente que se importa com os animais.

Com os bebês sendo adotados, a mãezinha será castrada e nós esperamos que todos ganhem um bom lar.

Ainda temos alguns desses filhotes esperando por uma família. Se você estiver interessado entre em contato conosco!

E aos adotantes e adotados de hoje, desejamos que compartilhem uma vida muito feliz!

Equipe CSF

This entry was posted in Quintal D. Cecília and tagged . Bookmark the permalink.