DESAPROPRIAÇÃO: Essa palavra dá medo

DESAPROPRIAÇÃO: Essa palavra dá medo

DESAPROPRIAÇÃO: Essa palavra dá medoA remoção de famílias que construíram suas casas sobre locais irregulares é um drama para os moradores, uma tragédia para os animais e o terror dos Protetores de animais.

Centenas de animais são deixados para trás, em situação de abandono. Ficam enfermos, famintos. Muitos com sarna, cinomose e fêmeas dando crias. Não bastasse isso, os animais estão expostos a violência. A maioria dos cães e gatos que tem dono, não sabem se virar sozinhos, se saem, são atropelados, senão, ficam vagando sob os escombros esperando o retorno de suas famílias e definhando aos poucos.

Esse horror tem se repetido em vários locais da Grande São Paulo: Carapicuíba, Santo André, Grajaú… todos eles recentemente têm sido palco dessa cena triste de descaso dos órgãos públicos, que mais uma vez não oferecem o suporte necessário aos tutores que querem levar seus animais e não fazem o acolhimento dos animais abandonados.

A grande maioria das pessoas que perdem sua casa não sabem para onde vão, então poucos levam seus animais. Alguns, depois de estabelecidos, voltam para busca-los, mas a grande maioria vai perecer senão for resgatada.

Isso aconteceu no bairro de Aricanduva há alguns anos atrás, quando em apenas um dia os protetores Penha e Paulinho acolheram mais de 70 cães deixados para trás em uma desapropriação. Desses, alguns foram devolvidos a seus tutores que voltaram para procurá-los, mas a grande maioria é mantida até hoje pelo Cão sem Fome.

Agora a Protetora D. Cecilia vive o mesmo drama com a desapropriação recentemente no bairro do Grajaú. Apesar da distância, os animais desnorteados ficam vagando pela região e acabam na porta da casa da Protetora que os tem acolhido.

No entanto, todo acolhimento tem que ter um limite. É impossível para as ONGS e Protetores que já estão abarrotados absorverem a demanda de centenas de animais deixados para trás. Não há espaço, condições financeiras para trata-los, nem como sustenta-los, pois esse acolhimento acaba sendo para o resto da vida do animal que pode viver muitos anos.

No caso de uma desapropriação, falta uma política pública séria que viabilize o resgate dos animais abandonados e também apoio às famílias que querem manter seus cães e gatos.

Enquanto isso não acontece, presenciamos o horror do abandono e dos maus tratos e ações desesperadas de Protetores e ONGS tentando diminuir os danos.

Só nesta semana foram 6 novos cães acolhidos no Quintal da D. Cecilia. Todos já foram vacinados, vermifugados, receberam anti pulgas e depois de castrados serão colocados para adoção responsável.

São cães dóceis, que com certeza tinham um lar e foram deixados para trás. Além desses, muitos outros cães estão sendo cuidados na rua. Acabamos de enviar 500 Kg de ração para esse Quintal, sendo 100Kg destinados para esses cães abandonados , além de coleiras anti pulgas para todos os animais de rua que estão sendo assistidos pela Protetora.

Também está sendo feita esse mês a tosa dos animais mais peludos e aplicação de anti pulgas em todos os cães e gatos do Quintal da D. Cecilia.

Precisamos de ajuda para poder ajudar mais. Você pode colaborar comprando nosso Calendário 2016 que financia nossas ações de saúde e alimentação dos cães dos Quintais. Compre pelo nosso site ou mande um email para caosemfome@gmail.com

Veja mais algumas imagens!

Bela Bethania1 BObby dia 25 dia-25 Feijão2 HOlly1 Nero Pingo1 Tufao 1 3 4 5 6 9 10 11 12 13 14 15 17 18 19 21 10408747_10203790364519088_2339363639979879457_n 11214063_10203790351318758_2659124939042618928_n 11260689_10203790371199255_6230874601080567028_n 11898778_10203790363719068_6685448871834173897_n 11921619_10203790354678842_74077595012525384_n 12065616_10203790349638716_1770204924427395813_n 12065666_10203790371519263_6808465855352481003_n 12122832_10203790361879022_213951776599063863_n 12189644_10203790370759244_3421527764678476085_n 12190108_10203790350678742_3302994411762219896_n 12190801_10203790350238731_8235876915237588803_n 12191754_10203790356198880_3886829157940150986_n Amora

This entry was posted in Quintal D. Cecília. Bookmark the permalink.