Depoimento do Protetor Paulinho do Cão sem Fome

O Quintal da Penha e Paulinho foi o primeiro a ser ajudado pelo Cão sem Fome. Foi a partir dele que a fundadora do Projeto, Glaucia, teve o primeiro contato com a realidade dos Protetores, pessoas simples que acolhiam animais abandonados em suas casas, sem nenhuma estrutura.

Há 11 anos atrás, ela começou a ajudar esse casal de protetores que abrigavam, tratavam e zelavam por animais abandonados e maltratados de uma comunidade na Zona Leste.

Com o passar do tempo, ela conheceu outros Protetores que precisavam de ajuda e buscou apoio de amigos e conhecidos para começar, o que deu origem ao que hoje é o Cão sem Fome.

O Projeto Cão sem Fome que ampara hoje 500 animais através de parcerias com 5 Protetores de animais, continua ajudando o Quintal da Penha e Paulinho, que abriga 40 cães.

Além dos cães que vivem na moradia humilde do casal, outros tantos são ajudados indiretamente. São cães comunitários, cães que vivem em terrenos baldios, cooperativas da região e cães de moradores de baixa renda, que recebem ajuda com alimentação e saúde através do Cão sem Fome e da ajuda desses Protetores.

O apoio do Cão sem Fome é essencial para a sobrevivência desses animais e para a continuidade do trabalho realizado por esse casal, que mudou a realidade de dezenas de animais da região.

This entry was posted in D. Penha. Bookmark the permalink.