Evento de Adoção no CV  Lins

Montar um Evento de Adoção não é uma tarefa fácil. A gente trabalha a semana inteira para que nossos cães tenham a chance de conseguir uma família. Eles são vítimas de maus tratos e do abandono, foram recuperados, vacinados, castrados e agora precisam arrumar um lar porque é muito triste passar a vida toda em um Abrigo. Muita gente diz que não adota, porque não tem espaço….e você acha que em um abrigo um cão tem espaço? Tem gente que fala que não adota porque fica muito tempo longe de casa… E você acha que em um Abrigo tem gente para dar atenção para dezenas de animais? Um cãozinho abandonado só precisa de um cantinho, comida, água limpa e amor.

Em busca desse lar para nossos peludos a Equipe do Cão sem Fome realizou no dia 02/04/2016 um Evento de Adoção no CV Lins. Mais uma vez a Dra Gabriela abriu as portas da sua clínica para receber nossos peludos. Tivemos também o apoio dos alunos da Profa Camilla do Colégio Tableau, que trabalharam como voluntários sob a coordenação da Sonia do Cão sem Fome. A voluntária de fotografia Camila esteve no local para registrar tudo e uma equipe de alunos da Faculdade Anhembi Morumbi gravaram um pequeno documentário do Evento.

Para saber o que rolou leia o depoimento do nosso colaborador Sergio Lapastina.

Você vai ver que tem muito trabalho, suor e…lágrimas por trás de um evento de adoção!

“O despertador tocou no sábado……… afff, quem é o maluco que coloca despertador no sábado?
Pra que era mesmo?… Ah sim, tinha evento de adoção do Cão Sem Fome lá no CV Lins… Vamos lá.
Acorda, levanta (não exatamente nessa velocidade…), toma um banho e simbora. Fomos eu, a Gláucia e a Carol.. essa última ia até fazer um vídeo para um trabalho da faculdade… bem legal.
Chegamos .. a Sonia e as meninas empenhadas em acabar de montar os cercadinhos, de dar banho nos peludinhos… nem levaram muitos.. só 7 – afinal de contas no evento passado levaram 10 e os 10 voltaram.
Quando a gente faz evento de adoção é razoavelmente normal não adotar todos ou até mesmo não conseguir adotante para nenhum, isso a gente sabe, mas sempre fica uma sensação de “o que a gente fez de errado?”.
A resposta é simples: nada, não fizemos, não fizeram absolutamente nada de errado. Errada é a vida, errado é o povo, errada são as pessoas que não dão uma chance para esses cachorros que tanto precisam de um lar, de amor, de cuidados… mas deixa prá lá… evento novo, dia novo.. novas esperanças.
Logo que chegamos uma das meninas voluntárias saiu com a Savanah, uma das coisas mais fofas que você ou qualquer pessoa pode ver na vida. Uma toquinha de três meses que saiu do banho tremendo de medo.
Em menos de cinco segundos a Savanah já estava no meu colo (até mesmo pq a voluntária tinha mais seis para dar banho). Depois de trinta segundos a Savanha estava no colo da Glaucia, depois no colo da Carol… e em todos ela enchia de lambeijos mostrando que era extremamente carinhosa – mesmo com algum medinho, ela estava mega contente de ver tanta gente lhe dando carinho.
Aí veio o Pedro… ops, não peraí,.. o Pedro é aquele outro ali… quem é esse? Peraí vamos ver na ficha.
Aquele é o Barak.. Esse é o Zeus.. Esse doido é o Nino… Esse que já está de barriga pra cima pedindo carinho é o… ah sim, esse é o Pedro… Cadê o Batuk?… xi, o Batuk não veio.. veio esse ai – que safado.. pulou na frente,… fala sério… só aqui acontece essas coisas.
Aí chegou o Fred… o Fred estava sendo devolvido. Em verdade, pelo que disseram, nem foi culpa da família que o adotou.. ele, por ser extremamente medroso, não se adaptou.. bem, não vamos aqui ficar achando desculpas .. vamos tentar acalmar o Fred e torcer para que ele ache uma nova casa.
Tudo montado, as voluntárias e a gente brincando com os cachorrinhos…. o Pedro (o original) sempre pulando e querendo dar beijocas,, o Nino agitado… a Savanah de colo em colo.
O tempo vai passando… peraí que vou na padaria comprar um pão de queijo. … Na volta… ops, ops, ops…. o que tá acontecendo ai?
Tinha gente no evento.. graças a Oxalá.. e PERAÍ… A SAVANAH ESTÁ SENDO ADOTADA!!!
Exato, uma família, muito legal, muito simpática.. como não podia ser diferente, se apaixonou pela pequena Savanah e a estava adotando.
Todo mundo mega contente.. a Sonia preenchendo a ficha (incrível como o pessoal do Cão Sem Fome é atento e responsável com adoção.. precisa mesmo ser). Em 20… 30 minutos tudo certo, ficha preenchida, a família só precisava tirar a Savanah do colo das voluntárias que se revezavam na despedida da toquinha.. que, a todas, agradecia com muitas lambitocas.
E lá vai a Savanah para sua nova casa… Todos contentes.. até que aconteceu o que todos temiam.
A família que adotou a Savanah passa, de carro, na frente do evento… bem devagarinho. Coloca a Savanah na janela do carro e…. balança a patinha dela, dizendo em voz alta, como se fosse ela que estivesse falando: “Tchau gente.. tô indo pra minha nova casa… obrigado por tudo e boa sorte para todos!!”
A gente, ali, parados numa esquina da avenida Lins de Vasconcelos simplesmente explodiu. Todos gritaram, deram tchau pra Savanah, pularam, celebram e assim que o carro virou a esquina, desabaram (desabamos)… as voluntárias se abraçavam chorando, a Glaucia sentou chorando, a Sonia chorou de pé mesmo …(tá admito, eu fui brincar com o Nino para disfarçar…..).
Foi naquele momento que tivemos a certeza de que, em primeiro lugar, tudo o que estávamos fazendo ali valia a pena e que o evento ia dar certo.
Mais uma horinha e o Nenê (nome provisório que aquele safadinho intruso recebeu) estava também adotado. E a sequencia foi assim… foi o Pedro (para uma família fantástica), foi o Barak, foi o Zeus, foi o Nino (ah o Nino,… que lindo) e, para nossa extrema felicidade, foi o Fred… o safado saiu com uma família que o conheceu, acalmou e ele foi feliz da vida, rabulejando e rebolando.
Sabem qual é a maior alegria que a gente pode ter em um evento de adoção? Olhar para toda aquela estrutura que é montada e ver tudo vazio,.. O silêncio de não ter um latidinho sequer, não ter que limpar nenhum xixi ou coco, só olhar e saber que basta recolher tudo e ir para casa.. pois todos os nossos amiguinhos também estão em suas novas casas.
Valeu… Valeu muito… Valeu meninas, valeu Sonia, valeu dra. Gabriela do CV Lins (sempre uma simpatia e uma grande amiga), valeu Glaucia Lombardi… Valeu Gláucia Priosti , Valeu Carol e meninas da Anhembi……….. Mas acima de tudo, valeu Savanah, Pedro, Zeus, Barak, Fred, Nino e Nenê Intruso…. Obrigado por terem feito esse dia muito feliz.”

f438b459-a731-471d-91f9-3c1c447e00d6

e2b6caf7-909a-4d1c-bcdb-2d845acfb6fc def742f6-d6ae-44c4-8f30-b06c046c9fc5 c394a6dc-9017-4d46-ad46-de6b1e902d16 c23fcf84-7c2a-426a-8edc-2f341c4c8607 b451d4b1-c1c1-4985-a6f5-078e15e7d89e b13a784a-914c-412f-89b8-b4b8bd1e0939 12936780_997468366999902_7728488179163990368_n 12670355_997468396999899_8545120331852578222_n 12718394_997468383666567_522971665820862658_n 12417577_997468350333237_5416785115807324934_n 1919b3bb-d756-4f03-b816-82dbe9c46899 1634f1c5-7fef-4e12-8533-f13466359fe5

12963449_735115009958655_983331934525713258_n

Equipe CSF

This entry was posted in Campanhas e Eventos. Bookmark the permalink.