Atendimento de Urgência no Quintal da D Cecilia

Infelizmente os casos de maus tratos e abandono estão crescendo de forma descontrolada, enquanto as adoções estão paradas.

No Quintal da D Cecilia já são 20 novos acolhimentos só nos últimos meses e apenas 3 adoções. Como se não bastasse essa conta que nunca fecha, os casos de animais acolhidos vítimas de maus tratos, com lesões e sequelas é cada vez maior, o que gera muito mais despesas.

Os gastos com cada novo animal já são altos com ração, vacinas, vermífugos e castração e um cão que chega para nós doente, ou com sequelas de agressões pode custar muito mais caro. São exames, remédios e tratamento que muitas vezes não temos condições de custear.

Neste domingo dia 27/06 a Dra Maira Morbi , parceira do Cão sem Fome, esteve no Quintal da D Cecilia para passar esses novos acolhidos em consulta e realizar um atendimento de emergência para uma cachorrinha que está paralisada: a Rafaela

O caso é grave e a Dra Maira trouxe a Rafaela para tratamento. Ela já fez exames, terá que passar por transfusão de sangue e seu futuro é incerto.

O caso da Rafaela é mais um, dos muitos que temos enfrentado no dia a dia, mas o que nos assusta é a quantidade de cães maltratados por pessoas cada vez mais jovens. Muitos animais são torturados por adolescentes e crianças como por exemplo a Rafaela, que foi amarrada e teve o rabo decepado por um grupo de adolescentes, ou a Vitoria amarrada por crianças para morrer de frio no meio do mato.

Esses animais chegaram no Quintal da D Cecilia e hoje estão recebendo comida e tratamento veterinário, mas quantos outros não tem a mesma sorte?

Por isso que acreditamos no Protetor de Animais como o único capaz de atuar nesses casos de maus tratos, pois ele age diretamente na comunidade onde mora e tem acesso às informações sobre o que acontece no bairro. Quem vai achar uma cachorrinha pequena amarrada num matagal se não tiver uma pista? Quem vai procurar um animal com o rabo decepado, se não souber da violência cometida? O mesmo acontece com uma mãezinha que acaba de dar à luz em um buraco, ou uma cachorra presa por dias em uma casa abandonada. São boatos que correm pelo bairro e acabam nos ouvidos dos Protetores de animais da região que com a sua interferência eficaz conseguem salvar muitas vidas.

Quer ajudar que já ajuda? Entre em contato com caosemfome@gmail.com

Veja as fotos do atendimento no Quintal da D Cecilia.

This entry was posted in Quintal D. Cecília. Bookmark the permalink.